CBD (Canabidiol)

cropped-hempoilbenefitslogo
São muitas as questões que nos chegam diariamente relacionadas com a marijuana com fins terapêuticos e medicinais devido á necessidade de alternativas á dependência opiácea  (muitas vezes sem resultados garantidos em caso de dores crónicas) e ao ritmo desenfreado do quotidiano. A questão mais pertinente é a busca de informação sobre o CBD ou Canabidiol.

Canabidiol (CBD) é um dos mais de 60 componentes ou ingredientes ativos que pertencem a uma classe de moléculas chamadas fitocanabinoides e que se encontram na nossa planta favorita, a marijuana. Planta esta que foi utilizada durante séculos como medicina por várias civilizações e os dados mais antigos datam de 2700 AC.

O CBD é sem dúvida o componente mais valioso da planta e representa quase 40% de sua estrutura molecular. Foi isolado a primeira vez nos anos 30/40 mas foi o Professor Raphael Mechoulam e sua equipa de investigadores que conseguiram caracterizar a estrutura total e sua configuração em Israel nos anos 60. Nos canais certos encontraremos todo o tipo de investigações e estudos clínicos com resultados que demonstram os benefícios medicinais e terapêuticos desta planta mas acima de tudo o Canabidiol não apresenta efeitos psicoativos e normalmente em conjunto com o THC atua como inibidor e redutor da psicoatividade da molécula. A seguir ao THC (Tetrahidrocanabinol), o CBD é o canabinóide mais estudado e que tem o maior potencial terapéutico.

De entre todos os canabinoides normalmente é o THC e o CBD (assim como o canabinol ou CBN) que apresentam maiores níveis de concentração na planta. Devido a vários fatores, a proibição da comercialização de THC ou componentes psicoativos, só encontramos no mercado produtos a base de CBD mas não podemos deixar de salientar que o CBD e o  THC tem uma relação direta interdependente especial onde trabalham juntos para aumentar os benefícios terapêuticos, ou seja um óleo com THC só potencia o CBD e as plantas apresentam altos níveis de concentração. Como mencionamos antes o CBD não apresenta efeitos psicoativos mas o THC  por sua vez é psicoativo podendo produzir o efeito de euforia/apatia. Por isso a tolerância do individuo ao THC é importante para definir a dose correta e qual a variedade e proporção THC:CBD num tratamento com altos níveis de CBD. Como dissemos antes o CBD consegue equilibrar a psicoatividade do Tetrahidrocanabinol então uma maior proporção de CBD na planta implica menos atividade cerebral ou efeito psicoativo.

Existem dois tipos de recetores canabinoides (CB1 e CB2) em todas as células do corpo humano.Estes recetores estão envolvidos numa vasta panóplia de funções no nosso organismo, ajudam a controlar a atividade cerebral e o sistema nervoso (incluindo memória e dor), atuam no metabolismo energético, função cardíaca , sistema imunológico e até no sistema reprodutor. Devido a sua multi-tarefa molecular eles estão implicados numa enorme  gama de doenças desde o cancro a doenças neurodegenerativas. Quando um individuo toma CBD os recetores são ativados e fundem-se na superfície das células. O que os investigadores conseguiram analisar até a data é que quando adicionamos canabinóides ao nosso sistema endocanabinioide (ECS) o resultado não é a dependência mas sim um upgrade para um sistema endocanabinoide mais saudável. Conclui-se que cada variedade tem uma diferente proporção de THC:CBD o que faz com que cada variedade seja indicada para diferentes necessidades e terapias.

Não há dúvida que o CBD trouxe novamente a marijuana para o debate a nível mundial e mesmo que a nossa filosofia siga o livre uso da marijuana com fins medicinais, terapêuticos ou recreativos, antes de tomar a decisão o nosso primeiro conselho é falar com seu médico de família, poderá ter a sorte de despertar -lhe o lado cientifico e por ele mesmo descobrir os benefícios da planta, quebrando o cepticismo. Quem melhor que nosso médico de família para nos conhecer e acompanhar se estivesse devidamente informado… Os médicos estão formatados para prescrição automática de drogas químicas, as drogas naturais fazem-lhes confusão. É mais fácil receitar Valium pois é o que existe na farmácia e nós nem nos questionámos.

Tentaremos num futuro próximo partilhar aqui experiências de nossos clientes ou casos conhecidos assim como um desenvolvimento do tema da marijuana medicinal. Partilhe connosco sua experiência para enriquecermos nosso conhecimento e poder partilhar com o resto da comunidade.

Biologicamente, abra a sua mente!

 

 

Post Author: admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *